Você talvez precise passar por spray desinfetante em futuros shows

Parece que todos os dias recebemos algum tipo de atualização sobre como os shows serão realizados no futuro, após o impacto da pandemia de coronavírus. A palavra mais recente da Mirror é que os fãs podem ter que passar por uma “névoa desinfetante” ao entrar nos locais de show.

O relatório afirma que os shows podem se repetir a partir deste outono, mas serão uma experiência bem diferente da que os fãs de música estão acostumados. Além das névoas desinfetantes, serão tomadas temperaturas e os participantes podem precisar usar máscaras e outros EPIs para limitar a possível propagação do vírus.

Um dos padrões para o distanciamento social é que as pessoas se afastem um metro e meio e, se esse fosse o caso em shows, os locais só seriam capazes de operar com uma capacidade de 27%. O executivo-chefe Craig Hassall, no Royal Albert Hall, em Londres, disse ao Mirror que, mesmo que os estabelecimentos cortassem essa regra pela metade – ficando assim a um metro de distância dos outros -, eles só seriam capazes de aumentar sua capacidade para 36%. Os locais normalmente precisam de cerca de 90% da capacidade para se equilibrar.

LEIA MAIS  Veja como ficaria Good Riddance (Time of Your Life), do Green Day se lançado no Dookie

“O caso de teste em Seul – onde uma produção de Phantom of Opera continua em andamento – viu membros da platéia caminhando através de uma leve névoa de desinfetante, tendo a temperatura medida e preenchendo um questionário sobre seus sintomas e lugares recentes que visitaram”, disseHassall. “Se encontrarmos uma solução, será uma combinação de várias medidas, desde o aumento de pontos de acesso até desinfetantes para as mãos, telas Perspex e EPIs para funcionários”.

“Acreditamos que 2021 pode ser bastante atribulado em todas as arenas porque muitas turnês estão sendo adiadas, mas isso não ajuda nossa situação agora, onde não há absolutamente nenhuma receita para nossos locais”, acrescentou Lucy Noble, da National Arena Association. “Estamos em sério risco”. A partir de agora, a maneira mais recente da indústria ao vivo de combater o vírus são os shows de drive-in, mas veremos como essas outras novas limitações ocorrerão no futuro.

FONTE: https://loudwire.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários