Blues: As Raízes Negras do Rock

O blues se originou do negro afro-americano do sul dos Estados Unidos. Com sua voz rouca e sentimental, cantava toda a sua dor e tristeza, sincronizando-as em vocalizações rítmicas e caracterizando assim o estilo blues rural dos trabalhadores negros. Em suas poesias musicais, clamavam além da dor e tristeza, a escravidão, o amor, o sexo, a traição e a religião enquanto trabalhavam nos campos de colheita no delta do rio Mississipi.

Essa primeira fase do blues se denominava apenas pela voz do artista, sem instrumentalização para acompanhar o ritmo. Existem muitas histórias, mas nenhuma confirmada sobre a primeira música de blues. Dizem por ai, que o “Pai do Blues” W.C Handy em uma de suas viagens viu um homem tocando violão. E com isso surgiria o primeiro blues da história que se chama supostamente de “St. Louis Blues”. Mas isto é apenas uma hipótese. O que podemos afirmar é que o blues era mais um conjunto de músicas rurais e ambientais do que propriamente um estilo ou gênero. A nascente do blues se consistiu nesses pequenos detalhes e elementos, vindo a evoluir ao longo do tempo até chegar aos seus mais diferentes aspectos atuais.

Os primeiros bluesmen da história surgiram entre os anos 30 e 40. Sonny Boy Williamson e Big Bill Broonzy foram os primeiros nomes lançados no mercado da música blues e os primeiros que introduziram a gaita de boca e o violão acústico. Mas certamente, foi T-Bone Walker que inovou com a introdução da guitarra elétrica e revolucionou a base que ficou na repetição de doze compassos. Isso com certeza não acontecia com a maioria dos solistas que em muitos casos também acabava fazendo todo a parte rítmica instrumental. Com o advento do blues em Chicago e da guitarra elétrica, a música deixou de ficar apenas na beira do rio Mississipi para ganhar a vida na cultura pop sulista norte-americana.

Depois de um período de escravidão e repressão, os músicos negros viram Chicago como uma alternativa de fugir da vida difícil e precária e da falta de oportunidade do Mississipi. Nos anos 40, os bluesmen chegaram em grandes quantidades a Chicago e encontraram a chance de dar nova vida à sua música. Um dos grandes nomes deste novo período é Muddy Wates. Talvez pelo seu estilo mais forte e carregado, foi uma das maiores influências do blues americano, sendo inclusive até reconhecido por sua musica mundialmente. O rei do delta, Robert Johnson, também não fica para trás e é considerada figura lendária do blues que influenciou muitos artistas como Led Zeppelin, Rolling Stones, Eric Clapton, Elmore James e até o próprio Muddy Waters. Os fãs de tais bandas podem encontrar ao longo de seus trabalhos algumas regravações das canções de Johnson.

LEIA MAIS  Veja como seria a "Photography", do Nickelback, se fosse uma música pop-punk

Outra personalidade muito conhecida no blues é Willie Dixon. Baixista e líder da banda Dixon, é considerado um dos maiores poetas do blues e um dos compositores mais importantes e influentes de sua geração. A canção “Back Door Man”, que muitos conhecem pela voz de Jim Morisson, no The Doors, é composição dele. E mais, o Led Zeppelin já foi processado pelo valor de US$1 milhão por plágio em algumas canções bem conhecidas por nós (ambas as partes entraram em acordo amigável).

A história do velho e bom blues também tem consistência nas vozes femininas. Muitos nomes se consagraram em teatros, casas de shows e pavilhões, principalmente no leste do Mississipi. Podemos citar como mais forte influência Ma Rainy e Bessie Smith, esta segunda considerada a Imperatriz do blues. Antes de começar como cantora, Bessie era bailarina de teatro e sua bissexualidade seria mais um entre os preconceitos que a acompanharia até o dia de sua morte. Descobrindo que tinha voz para cantar, a moça tratou logo de mostrar seu potencial e no embalo do mercado ao seu favor se tornou uma das cantoras mais bem pagas do blues na época. Muitos nomes famosos como Eric Clapton, Janis Joplin e B.B King regravaram sucessos dessas artistas polêmicas do blues.

Bom, como vocês puderam notar o blues foi evoluindo com cada artista. Desde a fusão voz e gaita até a introdução das guitarras elétricas, são muitas as histórias, lendas e mitos. Apesar de ser considerado um dos maiores ritmos do mundo, nem sempre os artistas de blues eram tratados como mereciam e com o devido reconhecimento. Muitos tiveram um final de carreira no ostracismo, outros pedindo esmola e até morrendo nas ruas. Depois de algum tempo esquecido, o blues foi trazido de volta por artistas brancos, mas já com as fusões de outros ritmos de algumas regiões, como o Country e o Western, que definiu o estilo rock and roll dos anos 50. E vocês, quais seus artistas favoritos de Blues? Como conheceram o estilo? Quais as melhores músicas?

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários