Violão de Eric Clapton dos anos 1960 é vendido por $625.000 em leilão

Um violão original de Eric Clapton – um acústico Martin de 1968 usado pelo músico em seu breve ato dos anos 70, Derek and the Dominos – foi o item mais vendido em um recente leilão de memorabilia do rock da Julien’s Auctions, “Icons & Idols” da semana passada: Promoção de Rock ‘n’ Roll”.

O “machado” de Clapton, inicialmente previsto para render algo entre $300.000 e $500.000, acabou indo para o lance mais alto por $625.000 [mais de 3,5 milhões de reais].

Os eixos mais vendidos por trás disso foram guitarras de propriedade de The Edge do U2, David Gilmour do Pink Floyd, Elvis Presley e Amy Winehouse.

A venda de Clapton torna o instrumento Dominos uma das guitarras mais caras vendidas em leilão. Um Martin 1939 de propriedade de Clapton foi vendido em 2004 por um pouco mais – US $791.500 – em um leilão para as instalações de reabilitação do Crossroads Center do roqueiro.

LEIA MAIS  Kiss lança seu "portfólio de bebidas" no mercado americano

Mas ambos estão atrás das guitarras mais caras já vendidas em leilão, incluindo a guitarra Nirvana Unplugged de Kurt Cobain por $6,01 milhões, a Stratocaster preta de Gilmour vendida por $3,9 milhões e a Gibson J-160E dos Beatles de John Lennon por $2,4 milhões. Ainda assim, o machado Clapton Dominos está entre os 15-20 primeiros já leiloados.

Os itens de Clapton foram um destaque de “Ícones e Ídolos: Rock ‘n’ Roll”, onde as vendas de suas memorabilia também beneficiaram a Crossroads. No mesmo leilão, a máscara Metal Health da Quiet Riot foi vendida por US$ 50.000.

Reverenciado como um “Deus da Guitarra” 50 anos atrás, Clapton hoje tem se destacado como um reacionário, recusando-se a fazer shows onde a vacinação COVID-19 é necessária e chamando as informações de segurança da vacina de “propaganda”. Ele recentemente se alinhou com o roqueiro clássico Van Morrison a esse respeito.

FONTE: https://loudwire.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários