VIO-LENCE reunido para gravar novo EP

Os thrashers da Baía de São Francisco da VIO-LENCE estão reunidos e prestes a assinar um acordo com uma gravadora ainda não divulgada para lançar um novo EP.

A notícia do retorno da VIO-LENCE ao estúdio foi divulgada pelo guitarrista Phil Demmel em uma entrevista recente ao podcast “Talk Toomey”. Falando sobre seus planos para os próximos meses, Demmel disse: “Estou escrevendo um novo álbum da VIO-LENCE. Estamos prestes a assinar um contrato para fazer um EP de cinco músicas. Então veremos como isso acontece e quando isso pode acontecer”.

No mês passado, a VIO-LENCE se separou do guitarrista Ray Vegas. Seu substituto temporário para os shows da VIO-LENCE a partir do final de fevereiro será o ex-guitarrista do OVERKILL, Bobby Gustafson. A VIO-LENCE lançou três álbuns de estúdio entre 1988 e 1993. O grupo se reuniu logo após Demmel deixar o MACHINE HEAD no final de 2018.

A VIO-LENCE fez seu primeiro show de retorno em abril de 2019 no Oakland Metro em Oakland, Califórnia e passou o último ano tocando em alguns shows nos EUA e na Europa. A formação atual da banda é composta por Demmel, Gustafson, vocalista Sean Killian, baterista Perry Strickland e baixista Deen Dell.

Embora Robb Flynn, vocalista da MACHINE HEAD, fizesse parte da encarnação clássica da VIO-LENCE e tenha tocado no álbum de estréia da banda, “Eternal Nightmare”, ele não foi contatado sobre os shows de retorno.

LEIA MAIS  Marenna comemora sete anos em grande estilo

Demmel disse à revista Heavy da Austrália sobre o retorno da VIO-LENCE: “Tudo isso começou devagar, logo depois que eu saí da MACHINE HEAD e fiz uma pequena ponte com SLAYER [substituindo Gary Holt]. Sean falou sobre fazer alguns shows e eu fiquei bastante chocado, porque ele não estava muito bem da última vez que o vi. [Nota do editor: Killian recebeu um transplante de fígado em 2018.] Minha única preocupação era Sean e como ele estava fisicamente. Acho que todas as outras coisas podem ser colocadas em prática, mas não há VIO-LENCE sem Sean Killian. [Era sobre] garantir que ele estivesse bem e fosse capaz de fazer isso. Eu não queria ir lá e apenas apoiá-lo e ver que ele esteja passando por alguma crise – não na meia-idade, mas algum tipo de coisa que ele só queria fazer. Eu queria que fosse de qualidade, porque sempre colocamos um produto de ótima qualidade sempre que nos reuníamos e encravamos”.

FONTE: https://www.blabbermouth.net/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários