Tobias Forge do Ghost é o artista de metal da década

O mentor do Ghost, Tobias Forge, é a escolha da Loudwire para o artista de metal da década. Para discutir a progressão épica do Ghost de favoritos da destruição underground a um fenômeno de arena, Forge sentou-se conosco para revelar exatamente como ele planejou a ascensão do Ghost.

O primeiro show do Ghost aconteceu no festival Hammer of Doom da Alemanha, em 2010. Olhando para o show, Tobias chamou o ritual ao vivo inaugural de “muito, muito agitado”. Ele acrescenta: “Nós não nos conhecíamos como um grupo. Estávamos ensaiando há três semanas, ou algo assim… Era uma multidão muito difícil. Não é como a Argentina, quando todo mundo está louco, gritando e pulando. Quando chegamos a Londres, no dia seguinte, a multidão estava absolutamente ávida. Houve uma explosão quando tocamos”.

O sucesso do Opus Eponymous trouxe um hype para o Ghost, mas Forge estava empenhado em transcender a tendência moderna de destruição e provar que o Ghost poderia se tornar algo muito maior. “Em 2011, as três palavras que todo mundo estava falando, que você continuava vendo em todos os lugares, eram Mercyful Fate, Blue Oyster Cult e hype”.

“Eu estava muito determinado a provar que não éramos exageros. Tivemos um hype, mas não somos apenas um hype ”, lembra Forge. “Eu sabia que, se eu pudesse fazer um disco tão divertido e tão divertido quanto o Opus, acho que podemos ir além dos limites do que muitos hippies de um álbum. Por isso também comecei a escrever imediatamente. Demorou até 2013 para lançar o álbum, mas Infestissumam foi escrito em 2011″.

Tão feliz quanto Forge estava com o material sobre Infestissumam, ele sentiu que o personagem de Papa Emérito II estava impedindo o crescimento de Ghost para se tornar um show ao vivo em massa.

“Eu não sei exatamente quando o pensamento atingiu minha cabeça, mas definitivamente, eu sei que no final da turnê, eu estava tipo, “isso não está voando, isso não é bom. É tão parado, não é divertido da maneira que eu acho que deveria ser divertido”.

“Nunca deveríamos ser lentos e sugestivos, deveríamos ser divertidos… Existem muitas fantasias identificáveis ​​que um padre, um pregador ou um bispo podem ter, então a próxima precisa ter algum tipo de fantasia de calça, porque caso contrário isso vai morrer”.

LEIA MAIS  Alterego começa a antecipar disco com single e clipe sobre a dualidade da vida

Assim, a mudança de Papa Emérito II para Papa Emérito III foi extremamente drástica, passando de um demônio antigo e pesado para um showman carismático e chamativo. Forge credita essa mudança ao Ghost se tornando uma força no arena rock, permitindo que a banda se torne o espetáculo que ele sempre sonhou.

Quebrar a linhagem do Papa Emérito também veio da necessidade de mudança de Forge. Em vez de simplesmente apresentar um novo personagem moldado perfeitamente para a posição de vocalista, Forge se tornou o cardeal Copia, um azarão al-dente que os fãs não considerariam completamente pronto para seu papel.

“Como em todos os álbuns que fizemos, em todos os ciclos, sempre houve um [soco] chegando que foi uma espécie de experimento do meu lado”, explica o cantor. “Vamos ver até onde podemos levar isso – ‘Ghuleh.’ ‘Ele é.’ Cardeal. Esta caixa que eu estou pensando fora [de]; quão elástico é? Podemos expandi-lo? Quão grande é isso? Porque ficou provado que é meio claro, para grande consternação de alguns puritanos mais conservadores do hard rock, mas acho que esse é o caminho a seguir. Todos os meus heróis sempre empurraram o envelope.

Quanto ao futuro de Ghost, Forge não sabe se o cardeal Copia espera sua morte inevitável, o que abrirá o caminho para a chegada do Papa Emérito IV. O que os fãs do Ghost podem esperar do Papa IV? Forge diz que tudo depende do teste de uma lista enorme de idéias.

“Para mim, é meio interminável. Eu poderia fazer isso para sempre ”, afirma Tobias. “Estou apenas tentando fazer o máximo de [idéias] possível antes que termine”. Confira a entrevista completa:

FONTE: https://loudwire.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários