Till Lindemann, do Rammstein, supostamente preso na Rússia

O vocalista do Rammstein, Till Lindemann, supostamente teria sido preso na Rússia.

A notícia foi divulgada pelo site Summa Inferno em uma postagem que afirma que Lindemann foi interrogado em seu quarto de hotel.

Lindemann deveria se apresentar no festival Maclarin For Homeland em Tver, 180 quilômetros a noroeste de Moscou, ontem, e acredita-se que sua detenção esteja ligada à atual proibição russa de reuniões em grande escala. Uma postagem do site do festival afirma que o festival obedeceu aos regulamentos atuais, com participantes separados em grupos de 500.

Notícias locais afirmam que o agente de Lindeman, Anar Reiband, também foi preso e enfrenta acusações de mentir sobre suas intenções ao entrar no país com visto de turista. Nenhuma declaração oficial foi divulgada pela banda para confirmar ou negar a história.

LEIA MAIS  Apto Vulgar fala de mudanças para seguir adiante em "Estado da Mente"

A agência de notícias estatal Sputnik News relata que os organizadores do festival ofereceram a Lindemann a oportunidade de se apresentar em um show que estava de acordo com as diretrizes de segurança locais, com uma audiência total limitada a 500 pessoas, mas o evento acabou sendo cancelado por completo. O festival foi originalmente criado para comemorar o 50º aniversário do empresário local Maxim Larin, proprietário da cervejaria Afanasy.

Este não é o único problema que Lindemann encontrou na ex-União Soviética este ano. Duas semanas atrás, Lindemann foi criticado pelo famoso museu Hermitage de São Petersburgo pela venda “não autorizada” de NFTs com fotos e filmes filmados em suas instalações.

FONTE: https://www.loudersound.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários