Tiffany, a sensação pop dos anos 80, retorna e está “mais punk” do que antes

Há uma longa lista de músicos que mudaram seu som da música pop para o rock – do Ministry para Myrkur – mas a adição mais recente à lista pode ser uma surpresa.

Tiffany, cujo sucesso de 1987, ‘I Think We’re Alone Now’, já acumulou quase 80 milhões de hits no Spotify, vem lentamente ampliando seu som.

O álbum ‘Rose Tattoo’, de 2011, viu a cantora ir para o country, enquanto ‘A Million Miles’, de 2016 e ‘Pieces Of Me’, de 2018, mantiveram seus instintos de música pop intactos, mas adotaram uma abordagem mais agressiva aos sons. A faixa-título deste último e ‘Feels Like A Storm’ foram o tipo de performances agitadas pelo vento que deram uma carreira a Stevie Nicks.

No ano passado, chegou a nova versão de ‘I Think We’re Alone Now’, com uma vantagem um pouco mais robusta que a original, mas em 2020 a Tiffany está ameaçando ir além: entre os músicos apresentados em seu próximo álbum, ‘Shadows’, estão os membros do LA Guns, Tracii Guns, Scot Coogan, Johnny Martin e Ace Von Johnson.

“Eu queria mostrar aos meus fãs e críticos que minha jornada para Shadows era uma inspiração contínua de Pieces Of Me, mas mais difícil e punk”, diz Tiffany. “Esta é uma ponte para o meu lado mais pesado, para não chocar meus fãs”.

LEIA MAIS  Hard Power United realiza ação social ao som do Hard Rock

Mas primeiro, Tiffany criou um EP acústico, Pieces Of Me Unplugged. Ele apresenta quatro faixas: King of Lies, Starting Over, Worlds Apart e You’re Everything (Versão Demo), uma versão inicial de uma faixa do novo álbum. Você pode ouvir King Of Lies abaixo.

“Esta é uma música de rock mais pesada que eu gosto de tocar com uma banda completa”, diz Tiffany. “Trata-se de desgosto, traição e quando alguém o decepciona repetidamente. Todos conhecemos alguém que fez isso. Todos sentimos a picada e a dor quando percebemos que uma pessoa que amamos levou tudo de nós até as profundezas de nossa alma. Você acorda um dia e vê que tudo era mentira e perda de tempo. Que eles são o rei das mentiras [King of Lies]”.

FONTE: https://www.loudersound.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários