SEVENDUST – Cold Day Memory, 2010

Definitivamente, 2010 está sendo um ano de muitas “porradas” (sonoras, rs!) – e eu estou gostando disso, hehe. No final do úlitmo mês de Abril, o Sevendust lançou o seu 8º álbum de estúdio, Cold Day Memory, puxado pelo single “Uraveling” (excelente, a beleza do new metal para mim é essa, não é gritaria, não é barulho o tempo todo, é técnico, e tem evolução).

Esse novo álbum da banda formada por Lajon Witherspoon (vocal), John Connolly, Clint Lowery (guitarras), Vinnie Hornsby (baixo) & Morgan Rose (bateria) é um metal alternativo puro (e a partir daí eu registro minha única crítica, é um álbum sem evolução, não há melhor e nem pior faixa, o padrão entre elas é enorme, vide “Forever dead”, “Last breath” e “Nowhere”, faixas mais do mesmo, não me animaram), possivelmente não foi feito visando atrair novos fãs, e sim consolidar a devoção dos já existentes.

LEIA MAIS  HALSEY - If I Can’t Have Love, I Want Power

Mas as principais características do grupo continuam presentes: riffs pesados, introduções maneiras (“Splinter”, “Here and now”), a combinação ‘drum n’ bass’ & um vocal potente, que por vezes não fica só no campo da gritaria. Juntos, todos esses elementos funcionam, mesmo onde não empolga muito (“Karma”, “Rid insane”, “The end is coming” e “Strong arm broken”), mas no final das contas, é um típico álbum de new metal, e é isso que importa.

Deixo aqui o destaque de preferidas para “Confessions (without faith)” e “Better place”.

Autor: Victor “Montanha” Vieira

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários