Rob Halford conclui a gravação do audiolivro de sua autobiografia, ‘Confess’

O líder do Judas Priest, Rob Halford, terminou de gravar a versão do audiolivro de sua autobiografia, “Confess”, que chegará no dia 29 de setembro pela Hachette Books.

Na quarta-feira (5 de agosto), Halford compartilhou uma foto dele em uma cabine de gravação e legendou: “‘A gravação do audiolivro ‘Confess’ feita e espanada!’ (pré-encomenda disponível agora em todos os principais sites e livrarias)”.

Conhecido como “O Deus do Metal” por sua devota base global de fãs, Halford sempre subverteu a norma, e “Confess” oferecerá aos leitores uma visão convincente e sincera das lutas que Rob enfrentou com o vício e sua sexualidade, bem como explorando sua música e seus muitos pinceis com controvérsia.

Escrito com Ian Gittins, co-autor de “The Heroin Diaries” de Nikki Sixx, o livro mostra o estilo de vida rock and roll de Halford desde o final dos anos 80 até o 50º aniversário da banda em 2020. Halford explicou: “‘Confess’ é uma oportunidade única para expor todas as minhas facetas. Cavar fundo sem nada a esconder e nada a temer foi, de muitas maneiras, emocionante, divertido, perturbador, aterrorizante e catártico. Não retive nada. Está na hora de eu ‘Confess’ [confessar]”.

A diretora de publicação da Headline Publishing, Sarah Emsley, que adquiriu os direitos mundiais de Dave Daniel na CSA por “Confess”, disse: “Eu tenho uma verdadeira paixão por autobiografias de ícones do mundo da música e da história de Rob Halford que duram toda a carreira. É realmente incrível. Cobrindo sete décadas repletas de ação, o material inicial de ‘Confess’ é impressionante. Mal podemos esperar para publicar o livro de Rob em todo o mundo no próximo ano”.

No ano passado, o cantor do JUDAS PRIEST confirmou que estava finalmente trabalhando em um livro, depois de ter insistido anteriormente que nunca faria isso por causa de preocupações com a privacidade. Falando ao Ultimate Classic Rock, Halford disse que suas memórias oferecerão um olhar sincero em sua vida. “Não há sentido em montar um livro se você não tem divulgação completa, na minha opinião”, disse ele. “Desde que eu fiquei limpo e sóbrio, provavelmente fui mais honesto e sincero comigo do que nunca. Você só tem a chance de fazê-lo uma vez e fazê-lo corretamente. Estou animado, mas também fico apreensivo à medida que avançamos”, ele admitiu. “Porque você não sabe o que deve incluir: devo dizer isso, devo dizer isso? Não sei”.

LEIA MAIS  Diamanita lança o potente single e clipe de "Mais uma vez"

Quanto ao livro, Halford disse: “Não quero que seja uma autobiografia – quero que seja mais um livro de memórias. Vai ter muitas coisas por lá que você vai ficar tipo ‘Oh, eu realmente não estou interessado nisso’. Você também vai ficar: ‘Oh meu Deus, eu nunca soube que ele fez isso!’. Mas vai fazer você se sentir feliz, vai fazer você se sentir triste. Vai fazer você ficar com raiva, vai chocar você. Vai ter todas as coisas que eu acho que fazem parte da vida da maioria das pessoas”.

Em 2015, Halford estava menos entusiasmado em compartilhar detalhes pessoais de sua vida em forma de livro, dizendo ao Brisbane Times da Austrália: “Eu sei que minha própria vida, minhas próprias experiências têm algo em que as pessoas poderiam aprender, que realmente poderiam ajudar alguém. E que poderia ser escrita de uma maneira que não precisa ser exploradora ou excitante. Mas eu sou uma pessoa privada e posso dizer agora que isso não acontecerá”.

Halford disse que o mesmo se aplica a Judas Priest, cuja década de 1980 foi registrada em um episódio “Behind The Music”, mas que ainda não divulgou uma autobiografia oficial da banda. “Conversamos sobre isso e não estamos interessados”, disse Rob. “Parece que a única maneira de colocar essas coisas em prática é fazer com que tudo seja revelado, desenterrar toda a roupa suja. Nunca fomos atraídos para o lado fofoqueiro dos tablóides; nunca estivemos desesperados por atenção, ou saímos por aí atirando nossas bocas como outras bandas. Estamos mais do que felizes – agora, como sempre – em ser como Oz atrás da cortina, em não afastar esse véu e em manter nossos fãs direcionado para nossos álbuns e nossos shows”.

FONTE: https://www.blabbermouth.net/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários