Poppy lançou um novo EP de surpresa

Em abril, Poppy marcou o fim de sua era I Disagree com um evento especial transmitido ao vivo, The Last Disagreement.

Seu próximo movimento poderia ter sido qualquer coisa – era difícil adivinhar. Em seguida, ela lançou alguns sapatos vegan com Koi Footwear.

Agora, ela se juntou à WWE para um novo EP, EAT (NXT Soundtrack). Assim como as faixas lançadas anteriormente EAT, Say Cheese e seu cover dos anos 90 dos alt.rockers Jack Off Jill, também traz a nova música Dark Dark World, que será usada como tema da edição deste domingo de NXT TakeOver: In Your House.

“NXT tem tudo a ver com individualidade e construção de personagens, e Poppy construiu sua própria marca de forma semelhante para se tornar a artista de renome mundial que é hoje”, disse o vice-presidente executivo da WWE, Estratégia e Desenvolvimento de Talentos Globais Paul Levesque sobre a colaboração.

“Poppy tem sido um grampo dentro da NXT por quase três anos e sua música continua a ressoar fortemente com nossa base de fãs apaixonada do NXT,” acrescenta Neil Lawi, vice-presidente sênior e gerente geral do WWE Music Group. “Aproveitar o alcance global da WWE para lançar seu novo EP EAT (trilha sonora NXT) provou mais uma vez ser benéfico para ambas as partes e estamos ansiosos para o que o futuro reserva”.

LEIA MAIS  AC/DC tocam dentro de uma bola de cristal no novo vídeo de "Witch’s Spell"

Poppy recentemente se apresentou no GRAMMYs, no qual ela estreou a matadora EAT. Falando com a Kerrang! sobre ser indicada a um prêmio, a musicista revelou seus sentimentos ao receber a notícia: “Foi inesperado, mas foi ótimo. Os GRAMMYs são os GRAMMYs, eles são um dos maiores prêmios que você pode receber na música. Mas há algumas pessoas que amo e respeito que nunca foram indicadas, e é uma porcentagem muito pequena de pessoas que conseguem ter isso vinculado a seus nomes pelo resto de suas carreiras – ‘Nomeado para GRAMMY’ ou ‘Prêmio GRAMMY vencedor’, seja o que for. Nunca pensei que isso fosse acontecer, mas agora posso me chamar de uma artista indicada ao GRAMMY e estou muito animada com isso (risos)”.

Ela também disse ao K! sobre seu amor por música pesada e se isso vai alimentar um novo álbum: “Eu diria que sim. Embora o novo álbum que fiz vá ficar aberto para interpretação pelo ouvinte, eu diria que ainda tem a influência da música pesada”.

FONTE: https://www.kerrang.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários