Ouça o novo single do Sirenia, “We Come To Ruins”

O Sirenia lançará seu décimo álbum de estúdio, “Riddles, Ruins & Revelations”, em 12 de fevereiro pela Napalm Records.

Nesta produção mágica, o quarteto franco-norueguês combina um som sinfônico pesado com influências modernas. A sequência de “Arcane Astral Aeons” de 2018 mostra Sirenia oferecendo uma nova reviravolta em suas canções, temperando-as com vibrações eletrônicas, mas nunca perdendo visão de seu núcleo musical. “Riddles, Ruins & Revelations” foi produzido, mixado e masterizado pelo idealizador Morten Veland.

O segundo single do disco, “We Come To Ruins”, pode ser transmitido abaixo. A música retrata habilmente a natureza multifacetada de Sirenia e adiciona dureza aos elementos característicos do disco, enquanto transforma o conceito de “bela e fera” em uma atmosfera moderna, porém sombria. Melodias de guitarra marcantes são sublinhadas por grunhidos malignos, conduzidos pelo poder vocal da cantora Emmanuelle Zoldan.

Veland afirma sobre o single: “‘We Come To Ruins’ é o segundo single do nosso próximo álbum. Esta canção mostra Sirenia de um lado mais pesado, embora seja uma canção muito dinâmica com muitas mudanças na atmosfera e intensidade. É provavelmente uma música mais ‘típica’ de Sirenia do que nosso primeiro single, mas ainda com uma abordagem moderna”.

Com “Riddles, Ruins & Revelations”, Sirenia permanece tão fiel ao jogo de palavras do título do álbum quanto à sua dedicação às paisagens sonoras sinfônicas, atraindo o ouvinte para uma narrativa contundente sobre os aspectos mais sombrios da vida. Todas as onze canções se acumulam passo a passo em uma obra de arte sonora integral, onde a versátil voz mezzo soprano de Zoldan sempre brilha em alto perfil. Além disso, há muitas surpresas instrumentais encantadoras espreitando no caminho que absolutamente precisam ser descobertas.

LEIA MAIS  Foo Fighters lança uma nova música, "Waiting On A War"

“We Come To Ruins” oferece um contraste de aspereza com as canções mais modernas do álbum, como “The Timeless Waning”, e retrata habilmente a natureza multifacetada da banda. Em “Downwards Spiral”, Emmanuelle é apoiada pela notável voz do amigo de longa data Joakim Næss nos vocais limpos, que se juntou à banda de metal sinfônico em lançamentos anteriores. O décimo longa-metragem de Sirenia termina com um cover do hit do Desireless, de 1986, “Voyage Voyage”, onde a unidade novamente combina sons sinfônicos com atmosfera eletrônica, que não conta apenas para este epos final, mas para “Riddles, Ruins & Revelations” como um todo.

Veland comenta: “‘Riddles, Ruins & Revelations’ é o décimo álbum de estúdio do Sirenia. O álbum é muito diverso, como um álbum do SIRENIA deveria ser. Há muito material que mostra a banda de um novo lado, e há muito material musicalmente, isso é esperado da banda. Em suma, o álbum levará os ouvintes por uma jornada que cobrirá paisagens musicais familiares e inexploradas. Esperamos que você aproveite a jornada”.

FONTE: https://www.blabbermouth.net/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários