NX ZERO – Vivo Rio, RJ (09/07/2010)

Finalmente, depois de muito tempo consegui ver o show dessa banda que era uma incógnita para mim. Apesar dos primeiros álbuns da banda não terem despertado a minha atenção, esse último, “Sete Chaves” (2009), me surpreendeu em todos os sentidos. A banda apresenta um rock maduro, moderno, totalmente independente de rótulos, o que ao meu ver é um grande passo na carreira desses jovens. Faltava agora saber se ao vivo a surpresa seria tão boa quanto o material gravado, e para felicidade de todos, a resposta foi positiva!

Na última sexta-feira assisti a um show de rock completo, produção de palco, presença, execução, tudo muito profissional, e de qualidade indiscutível!

O público, composto por muito jovens, com certeza saiu de lá satisfeito, a banda é carismática, consegue prender a atenção e agitar a galera, que cantava muito, principalmente nas músicas mais famosas da banda: “Pela Ultima Vez”, “Cedo ou Tarde” e “Razões e Emoções”. Mas para mim, o ponto alto do show, sem nenhuma dúvida, foi o inicio, com a música de abertura “Só Rezo”, a melhor desse novo álbum, se não de todas as canções da banda.

A única crítica negativa que tenho a fazer é em relação ao set-list. A partir de um momento acústico com músicas como “Cartas pra você” e “Mais Além”, o show passa a ser monótono, admito que fiquei com um pouco de sono, podendo intercalar mais esses momentos de clima diferente.

Vale ressaltar também a participação do vocalista da banda Hori, e também filho do cantor e ator Fábio Junior, FIUK, que cantou a música “Espero a Minha Vez”, o que me pareceu algo um tanto quanto improvisado, mas pra banda, só pela reação exagerada das centenas de adolescentes presentes no evento, foi válido.

No fim o saldo foi extremamente positivo. A evolução dessa banda é visível, tanto profissionalmente, quanto musicalmente. Espero que assim continue, e que o exemplo sirva pra outras bandas que buscam seguir esse estilo.

 

Texto: Jaime Martins
Fotos: Lívia Bueno

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários