Músicas não usadas da Bullet For My Valentine podem constituir um “EP louco”

O vocalista do Bullet For My Valentine, Matt Tuck, falou sobre o destino potencial de seis faixas que sobraram das sessões de seu recente sexto álbum autointitulado.

Em entrevista à NME, Matt disse que as seis músicas não se encaixam na direção do resto do álbum, mas elas são boas o suficiente para que possam ser lançadas sob sua própria bandeira.

“Elas fazem parte do mesmo processo de composição e gravação”, disse ele. “Algumas delss são bastante diferentes e únicas. Não queríamos colocá-las porque eram curvas. Mas eram curvas o suficiente para ter um destaque após o álbum”.

“Queríamos que o álbum fosse um corpo de trabalho realmente sólido e coeso do início ao fim, e não queríamos lançar muitas bolas de curvas criativas no álbum. Nós pensamos que seria melhor mantê-las fora para singles autônomos pós-gravação, e talvez ter algum tipo de EP realmente louco talvez no final do ciclo, apenas para que as pessoas possam ouvi-las, para que eles recebam a luz do dia. Elas são pesadas, são interessantes, estão ultrapassando os limites e são superestimulantes”.

LEIA MAIS  Veja a filmagem recém colorida do Pink Floyd no American Bandstand, de 1967

A banda acaba de ser anunciada para aparecer no Malta Weekender de Bring Me The Horizon em maio, ao lado de Beartooth, PVRIS, Motionless In White, Spiritbox, Nova Twins e Wargasm.

FONTE: https://www.kerrang.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários