MILLENCOLIN – Fundição Progresso, RJ (13/11/2010)

O show do Millencolin que aconteceu no sábado (13) ferveu a Fundição Progresso naquela noite. O público que aguardava ansiosamente a banda de hardcore já chamava pelo grupo sueco antes das 22 horas. Nem o frio espantou a platéia que esperava os primeiros acordes. Até que às 22h30 os rapazes do conjunto entraram no palco e começaram o que seria o concerto de rock mais empolgante e eletrizante já visto. Ninguém ficou parado e todo mundo que assistia cantava todas as músicas em um só coro. O espaço ficou pequeno para tantos pulos, rodinhas e afins. Os músicos também não ficaram de fora e não pararam um segundo disparando uma seqüência de clássicos matadores que levava ao delírio todos os fãs que estavam presentes. Foram uma hora e meia de pura adrenalina e até uma menina subiu no palco a pedido do vocalista Nikola Sarcevic para o momento voz e violão da noite.

O mais impressionante foi à magia que rolava em torno daquele espetáculo hardcore. A paz reinava mesmo com as rodas e pulos que parecia que a qualquer momento poderia sair uma confusão daquelas. Porém, o que se viu foi um show de diversão, emoção e carinho recíproco.

A turnê que trouxe o grupo ao Brasil faz parte de uma comemoração dos dez anos do disco “Pennybridge Pioneer”, considerado um dos maiores clássicos lançado por eles. Ao longo do show foram executadas canções do álbum e também músicas dos quatros primeiros discos. Além de uma pequena enquete que rolou na internet para os fãs que votaram nas músicas que gostariam de ouvir ao vivo. E claro, que pedido de fã é uma ordem.

No set list a galera pode acompanhar as canções “No Cigar”, “Fox”, “Material Boy”, “Duckpond”, “Right About Now”, “Penguins & Polarbears”, “Hellman”, “Devil Me”, “Stop to Think”, “The Mayfly”, “Highway Donkey”, “A-Ten”, “Pepper”, entre outros clássicos.

Texto: Milena Calado
Fotos: Lívia Bueno/Fundição Progresso

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários