Mastodon escreve música para a trilha de ‘Bill e Ted Face the Music’

Os músicos do Mastodon ficaram quietos ultimamente, mas isso não significa que o trabalho não esteja progredindo em novas músicas. Durante uma conversa com o podcast RRBG (como pode ser visto abaixo), o guitarrista Bill Kelliher revelou que a banda tem “20 músicas brutas” gravadas e que eles estão trabalhando em uma música para o próximo filme de Bill e Ted.

“Há alguns meses, fomos convidados a fazer parte do novo filme de Bill e Ted, para colocar uma música lá. Então, nós escrevemos uma música para o filme que estamos encerrando agora”, disse o guitarrista de Bill e Ted Face the Music, que está atualmente na programação de um lançamento em 21 de agosto.

Quanto ao próximo álbum, Kelliher revelou: “Mastodon não funciona desde o verão passado. Nós estamos tirando esse tempo para relaxar e escrever um novo disco, e estávamos meio que no meio dele… tínhamos cerca de 20 músicas brutas gravadas pouco antes desse problema [pandêmico] e isso colocou um freio”. Dito isso, o guitarrista revelou que estava viajando para Atlanta com planos de tentar trabalhar com seus colegas de banda terminando algumas coisas que eles haviam começado anteriormente.

“Definitivamente, eu escrevi como um louco. É diferente do Emperor of Sand. Definitivamente há uma vibração. Não sei como descrevê-la”, disse Kelliher sobre a música atual. “O novo disco, as coisas que eu escrevi, não é tão famoso como o [Emperor of Sand], mas definitivamente tem um peso mais parecido com o Neurosis, [com] partes de guitarra simplificadas. E Brann [Dailor]… ele sempre demonstra a maioria das idéias vocais porque ele sempre tem melodias e coisas assim… e ele tem cantado em muitas delas, pelo menos para fins de demonstração. Os vocais são como um estilo ‘Asleep in the Deep’, tipo Radiohead – é quase, como melódico real, muitas harmonias vocais”.

LEIA MAIS  Sick of It All lança 'The Bland Within', segundo vídeo da série "Quarantine Sessions"

Mas para aqueles que tentam entender alguma coisa sobre a direção de sua descrição, Kelliher adverte: “Ainda não temos todas as músicas de Brent [Hinds] por aí e ainda há muito tempo para essas coisas mudarem e se transformar em outras coisas”.

FONTE: https://loudwire.com/

DEIXE SEU COMENTÁRIO: