Jon Schaffer do Iced Earth aparece na lista dos “Mais Procurados” do FBI

Jon Schaffer do Iced Earth foi listado na seção “Mais Procurados” do site do FBI.

Junto com dezenas de indivíduos que invadiram o Capitólio dos EUA em 6 de janeiro, Schaffer é procurado por “entrada ilegal no edifício do Capitólio dos Estados Unidos”.

A foto de Schaffer está em 25º lugar em uma galeria do FBI intitulada “Violência no Capitólio dos Estados Unidos”. Na seção ‘Most Wanted’ do site do FBI, a imagem de Schaffer encontra-se na subcategoria ‘Buscando informações’, que não deve ser confundida com a famosa lista dos 10 mais procurados do FBI.

“O Washington Field Office do Federal Bureau of Investigation (FBI) está buscando a ajuda do público para identificar indivíduos que entraram ilegalmente no Edifício do Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro de 2021, em Washington, D.C.”, como diz no site.

“Qualquer pessoa com informações sobre esses indivíduos, ou qualquer pessoa que tenha testemunhado qualquer ação violenta ilegal no Capitólio ou perto da área, deve entrar em contato com o Tipline Toll-Free do FBI em 1-800-CALL-FBI (1-800-225-5324 ) para relatar dicas verbalmente. Você pode enviar quaisquer informações, fotos ou vídeos que possam ser relevantes online em fbi.gov/USCapitol. Você também pode entrar em contato com o escritório local do FBI na Embaixada do Consulado Americano mais próxima”.

LEIA MAIS  Guitarrista Woesley Johann estreia videoclipe "6-6-6 Ways"

Em um protesto em novembro de 2020, Schaffer falou ao jornal alemão Welt. “Se alguém usar de violência contra nós, reagiremos de acordo. Não queremos isso, mas estamos prontos”, afirmou.

No Instagram, o cantor do Iced Earth Stu Block se recusou a comentar sobre a participação de Schaffer no ataque ao Capitólio. “Eu moro no Canadá e não me envolvo em assuntos políticos ou compartilho minhas crenças [sic]. Eu escolhi espalhar o amor e não comentar ou permitir qualquer tipo de ódio nas minhas [redes sociais]. Espero que você [sic] entenda”. Jon Schaffer não postou em nenhuma de suas contas de mídia social desde 6 de janeiro, nem divulgou nenhum comunicado.

FONTE: https://loudwire.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários