Entrevista com Thiê, da LION HEART

A Equipe Rock Zone entrevistou Thiê, uma figura conhecidíssima pelos palcos undergrounds do Rio de Janeiro e outras capitais. Aqui, ele falará um pouco sobre a trajetória da banda, as dificuldades, alegrias e o prazer imenso que tem em fazer parte de uma das bandas mais famosas do cenário underground brasileiro. Confiram!

Rock Zone: Há quanto tempo a banda foi formada e por quem?

Thiê: A banda foi formada no segundo semestre de 2002. Eu tinha acabado de sair de um outro projeto e resolvi ligar para o Brandon e formar a Lion. Nós já havíamos tocado em algumas bandas anteriormente. Ele topou na hora. As  primeiras demos rolaram no início de 2003 e estamos aqui até hoje. A atual formação da banda Lion Heart sou eu no vocal, Brandon na guitarra, Ícaro na bateria e Stanley no baixo.

RZ: Quais foram os motivos? Por que ter uma banda no Rio de Janeiro?

Thiê: Quem já esteve em cima de um palco sabe o quanto é especial ter uma banda. Sentir o calor do público, a galera cantando seu som, agitando do início ao fim do show… É o sonho de todo garoto que ama Rock N’ Roll. Daí, um dia você vive um pouco daquilo que seus ídolos viviam e que você sonhava viver quando era criança. É simplesmente mágico. 

RZ: Alguém já saiu da banda? Qual ou quais motivos?

Thiê: Já tivemos algumas mudanças ao longo dos anos. É normal, acontece. É como um casamento: pode durar pro resto da vida, ou pode ser ótimo e acabar um dia. Mas, tenho certeza que todos os integrantes que já passaram pela banda são lembrados com carinho tanto por quem continua nela, quanto pelos fãs que têm acompanhado a gente durante todos esses anos. Caras como Rogê, Tchello e Tilly foram muito marcantes e sempre farão parte de nossa história. Eu toco com o Brandon há 10 anos, desde antes da Lion e a gente tem a mesma química do primeiro ano. Eu crio os personagens, as letras e a melodia vocal que acredito que funcionará com o público e ele faz os arranjos musicais perfeitos pra que as músicas realmente funcionem. A gente se completa na composição. E além disso, continuamos com a mesma amizade, os mesmos gostos e pensando da mesma forma. Então, trabalhar com ele se torna fácil. Nós confiamos muito no potencial um do outro e tudo acaba fluindo naturalmente e fazendo com que seja muito natural tocarmos juntos. Estamos com uma “cozinha” matadora no atual momento. Formada pelo Ícaro e pelo Stanley, que entrou na banda recentemente. A banda está melhor do que nunca. Confiram nos próximos shows! 

 RZ: Quantos álbuns a banda possui? 

Thiê: Temos dois álbuns oficiais lançados: “Coração de Leão”, de 2005 e “Viver Pra Detonar” de 2009. Lançamos algumas demos em 2003 também. No momento, estamos trabalhando em cima de músicas novas. Ainda não sabemos se lançaremos um EP, um CD novo ou se lançaremos aos poucos em forma de singles. Porém, é certo que rolará som novo da Lion esse ano. Já estamos pré-produzindo as músicas.

RZ: Como vocês analisam a cena rock brasileira na atualidade? 

Thiê: O que rola na mídia, todo mundo conhece e sabemos que daqui a seis meses a moda será outra e que muitas das bandas que lá estão, não sobreviverão, pois apenas seguem modismos e tendências. Contudo, existe o “outro rock´n´roll brasileiro”. Aquele que batalha no underground, que faz o que ama, contra todas as modas e faz o som de seu coração. A Lion faz parte desse grupo. Já vimos muitas bandas surgirem, fazerem um sucesso meteórico e em pouco tempo sumirem. Os anos passam e a gente ainda está aí, fazendo o que gostamos, compondo, tocando e sobrevivendo. Rock no Brasil é ralação e dificuldade, mas vale muito a pena!

RZ: Os integrantes da banda possuem alguns projetos paralelos?

Thiê: No momento, em termos de banda, vivemos exclusivamente para a Lion Heart. 

RZ: Qual música realmente resume o espírito da banda e por que ela foi composta?

Thiê: Eu diria “A Noite Me Chamou”, pois ela cita o rock´n´roll, as noitadas, as bebedeiras, a diversão e até o Kiss que é uma das principais influências nossas. Então, acho que resume bem o espírito festivo de um show da Lion.

LEIA MAIS  Virtvs investe em riffs pesados e letras ácidas contra o sistema do atual governo

RZ: Quais as dificuldades que a banda enfrentou ou ainda enfrenta para divulgar suas músicas?

Thiê: A gente já apareceu em muitos meios de comunicação. Rádios, revistas, jornais, MTV, TV aberta. Já rolou muita coisa nesses anos. Com Internet, a divulgação ficou mais fácil também. Todo mundo acaba ouvindo e baixando seu cd. Claro que coisas como: toda semana estar na tv e rolar várias vezes por dia na MTV, é algo que a gente não tem, mas isso só com grande gravadora por trás.

 RZ: Qual show, evento ou situação específica foi a mais irônica ou engraçada que já ocorreu com a banda?
Thiê
: É tanta coisa que já rolou… Uma vez, a gente foi tocar no Espírito Santo e fretamos um ônibus, o lendário Lion Bus! No meio do caminho, a polícia parou o ônibus e queria nos prender. Adivinha o motivo? Várias meninas menores de idade e sem carteira de identidade… Contudo, no final nos liberaram porque o policial era roqueiro! E aí pudemos fazer o show. Teve uma vez num show em SP que na hora do solo da música “Misteriosa”, duas garotas invadiram o palco e agarraram o Brandon! Justamente, na hora do solo! Aí ele tinha duas alternativas: a primeira era se livrar delas e tocar o solo. A segunda era esquecer o solo e agarrar as garotas. Como ele é um cara super profissional, bom músico, sério, ele escolheu… A segunda! O público delirou. Outra foi quando tocamos em Belo Horizonte e no dia seguinte um brother fez um churrascão para a gente. Cerveja, mulherada, rock´n´roll, carne, diversão. Olhamos para o lado e… piscina! Todo mundo bêbado, mulherada rolando, resultado: geral pelado na piscina! Até aí… ok! O problema foi todos saindo nus e dando de cara com uma festinha de criança que rolava no salão de festas! O brother ficou um ano sem poder organizar NADA no prédio dele. Mas, a cara das vovós vendo todo mundo pelado valeu a noite! Hehehe Eu poderia contar mil histórias… É nosso oitavo ano de estrada, cara! Puta orgulho disso! Rock´n´roll por amor! Sem gravadora, sem nada… Só a paixão pelo rock! Pela paixão de estar num palco! Como diz nossa música Underground: “contra tudo e todos, faria tudo denovo”!

RZ: Quais as pretensões futuras da banda? O que desejam alçar? 

Thiê: Cara, tudo o que a gente já conquistou, para mim já é um sucesso. Já é muito mais do que sonhei quando era garoto. Eu só queria ter uma banda de hard rock. Hoje, a gente já lançou cds oficiais, videoclipes, já tocou em várias cidades. Ver a galera cantando sua música num show é inexplicável… E a galera que vai aos nossos shows, sabe cantar tudo! Não é historinha… É só ir num show e conferir. Para mim, isso é mágico e não tem preço. O que vier além do que já veio, para mim é lucro. E se vier… será muito bem-vindo! Hehehe

RZ: Agenda de shows?

Thiê: O próximo será em São Paulo, dia 12/03 no Inferno Club. Convido desde já todo nosso público de São Paulo Rock City pra fazer a festa com a gente! 

RZ: Deixe uma mensagem para o público do Rock Zone.

Thiê: O mais importante é viver o sonho, viver o hoje, o agora. Vender milhões e enriquecer com a música pode até acontecer, mas é tão difícil quanto ganhar na loteria. O importante é fazer música com o coração, amar estar num palco, ter uma banda pela paixão de tocar. E é por isso que a Lion está aí até hoje, mais forte do que nunca. Isso não serve só para música, serve para tudo na vida. Se for verdadeiro, terá o maior prêmio que alguém pode conseguir: a felicidade. Vejo vocês na estrada! Rock! 

Vídeos da Lion:

http://www.youtube.com/lionheartvideos
Comprar o CDcontratar a banda, falar conosco[email protected]
Myspacewww.myspace.com/bandalionheart
Sitewww.lionheart.com.br (Download dos CD’s Inteiros!!!)
Comunidade no Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=183421

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários