Entrevista com a TAMUYA TRASH TRIBE

1. Primeiramente parabéns pela vitória! Como foi receber a notícia de que foram eleitos a banda do mês?

Tamuya: Obrigado! A gente ficou muito feliz de ganhar essa votação. É bem bacana ver que o trabalho está sendo apreciado pelo público. A gente viu várias pessoas se mobilizando, criando grupos nas redes sociais, divulgando bastante, ganhamos novos seguidores e divulgamos um pouco mais o nosso trabalho. É pra isso que a gente vem trabalhando!

2. Vocês já participaram ou estão participando de outros concursos?

Tamuya: Não, esse foi o primeiro e de cara já saímos vencedores. Ninguém esperava isso! Ficamos muito felizes e orgulhosos! Nós lançamos o nosso primeiro CD há apenas 3 meses e estamos começando os trabalhos de divulgação. Estamos fazendo muitos shows e mandando nosso material para um monte de gente a fim de buscar nosso espaço. Aos poucos as coisas estão acontecendo e espero que daqui pra frente isso só aumente.

3. Pro pessoal que curtiu o som, mas ainda não conhece a banda, contem um pouquinho sobre a trajetória de vocês.

Tamuya: A banda se juntou há cerca de um ano, com uma proposta diferenciada: Compor músicas sobre a história brasileira e mostrar para as pessoas que, apesar de mais recente, nossa história é tão rica e interessante quanto qualquer outra. Apesar de gostarmos muito das bandas que cantam sobre Vikings, Egípcios, Europa Medieval, etc, a gente acha que faz muito mais sentido a gente falar sobre as nossas raízes, nossa história, nossa cultura… Tem tanta coisa bacana pra contar! A partir daí começamos a compor e ensaiar, até que em maio deste ano entramos em estúdio para gravar o “United”. O nosso primeiro EP ficou pronto em Agosto e então começamos os shows para divulgação do trabalho. A resposta do público tem sido muito boa, e os nossos shows tem sempre um bom público. Já tocamos nas principais casas do Rio e temos shows agendados até o começo do próximo ano. Nossas redes sociais na internet não param de crescer e esperamos que continue assim!!!

4. Quais são as principais influências do Tamuya Thrash Tribe?

Tamuya: É difícil de falar sobre as nossas influências sem esquecer ninguém, mas acho que a gente se inspira bastante nas grandes bandas do metal nacional e internacional. Os clássicos como Slayer, Metallica, Megadeth, Sepultura, Pantera, Black Sabbath, Anthrax, Testament, Korzus, Krisium e outras grandes bandas que vem se destacando no cenário internacional como Amon Amarth, Arch Enemy, Nile, Strapping Young Lad, Trivium, Slipknot, etc… isso além da galera da nova cena do Metal nacional que vem fazendo shows com a gente, trocando ideias, informações, etc. bandas como Maya, Forkill, Strong Like a Bomb, Psygai, Possessonica, Syren, Scatha, Gunpoint e mais um monte de gente…

LEIA MAIS  Virtvs investe em riffs pesados e letras ácidas contra o sistema do atual governo

5. De onde surgiu a inspiração para escolherem o nome da banda? 

Tamuya: Vem da confederação dos Tamoios, quando várias tribos indígenas, lideradas pelos Tupinambás, se rebelaram contra a colonização portuguesa. “Tamuya” é a palavra em Tupi para Tamoio. A confederação dos Tamoios é o tema de uma de nossas músicas e terminou dando nome também à banda por traduzir perfeitamente a nossa temática.

6. Vi que vocês lançaram um álbum este ano, como podemos ter acesso ao material de vocês? 

Tamuya: Está tudo disponível online. É só seguir a gente no Facebook, Twitter, My Space, You Tube, Reverbnation e Oi Novo Som para ter acesso a tudo. Além disso, dá pra baixar o EP na íntegra lá no 4Shared ou, se quiserem o CD mesmo, é só entrar em contato com a gente que a gente manda autografado pelo correio!

7. E neste clima de fim de ano, quais são as expectativas para 2012? 

Tamuya: A expectativa é de que tenha muito trabalho… queremos fazer mais shows, conquistar novos fãs, divulgar o nosso trabalho e quem sabe gravar um novo material inédito.

8. Rapazes, agora este espaço é todo de vocês: deixem uma mensagem pros leitores do Rockzone e fãs da banda, divulguem contatos, agenda, enfim! Fiquem a vontade! 

Tamuya: Bom galera, espero que curtam o nosso som e principalmente a nossa proposta de, junto com outras bandas, tentar revitalizar a cena do Metal aqui do Rio. Ao contrário da crença geral, nós acreditamos que o problema não está no público e sim nos próprios artistas. Nós achamos que a gente tem que se unir para fortalecer a cena, a gente tem que se profissionalizar, trabalhar mais e cativar o nosso público, para que eles venham aos nossos shows. Precisamos nos cercar dos melhores produtores, empresários, agentes, técnicos, fotógrafos, roaddies, precisamos buscar parcerias com empresas e outros artistas, usar melhores equipamentos, exigir qualidade das casas de shows, não nos sujeitar à quaisquer condições para mostrar nosso trabalho e por aí vai… Não adianta reclamar que os shows estão vazios e que a galera paga pau pra artista gringo! tem é que trabalhar para que essas pessoas se interessem pelo nosso trabalho e tenham vontade de assistir os nossos shows, comprar os nossos CDs, e acompanhar as nossas carreiras. Acho que é isso aí… FORÇA AO METAL NACIONAL!!! UNITED!!!

By Fabiana Souza

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários