End of Pipe lança “Mass Hysteria”, uma ode à democracia em meio caos do desgoverno

O End of Pipe eleva o tom com o lançamento do novo clipe de “Mass Hysteria”, vídeo repleto de referências políticas com estética sonora e visual dentro do campo social, que recai na urgência em permitir que o indivíduo se expresse contra o descaso do governo e suas políticas públicas através da música.

‘Mass Hysteria’ é a faixa título do álbum do End of Pipe, apresentando uma sonoridade um pouco diferente do que a banda vinha fazendo até então; mais rápida, mais hardcore, com uma pegada mais Bad Religion e uma letra que apesar de escrita antes do começo da pandemia, se mostra extremamente atual.

A peça audiovisual vem com a vontade da banda de amplificar a mensagem da letra e reforçar o posicionamento do End of Pipe sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo. As imagens foram feitas pelo grupo, e toda edição e finalização ficou por conta da Gaby Vessoni, videomaker de São Paulo que já trabalhou com bandas como Billy Biohazard, Hatefulmurder, Cutthroat, Matriarchs, Human Fortress entre outros. Se engana quem acha que “Mass Hysteria” é apenas um registro de protesto, pois ela vai muito além disso.

O disco “Mass Hysteria” marca os 14 anos da banda e consolida a formação como um power trio com Uirá Medeiros (vocal/guitarra) , Rafael Censi (baixo) e Victor Berretta (bateria).

LEIA MAIS  Ozzy Osbourne fará uma grande cirurgia para problemas no pescoço e na coluna

Este álbum é um resumo de todas as influências do grupo, com sonoridades rápidas punk/hardcore californiano ao estilo Epitaph/Fat Wreck Chords dos 90/2000 e por climas mais cadenciados e pesados, remetendo às bandas das gravadoras No Idea Records e Jade Tree Records, com letras e temas atuais e melodias marcantes.

Produzido por Uirá Medeiros e gravado no Undercave Studio (São José/SC) por Marlon Ramos, “Mass Hysteria” foi mixado e masterizado em Chicago (EUA) por Mark Michalik, que já assinou álbuns de grupos como Much The Same, Counterpunch, The Swellers e We Are the Union, conta com 10 músicas, incluindo os singles já citados, e reúne participações especiais de músicos emblemáticos como, Mark Vecchiarelli (Shades Apart), Frank Lacatena (Slap of Reality/The Sophomore Effort), Scott Hallquist (Ten Foot Pole/DC Fallout), Émilie Pnkmondon (50 Shades of Punk Rock/Excuse me mister) e Felix (Hardlife/Marreta/Kamikazes Refuse).

FONTE: Collapse Agency

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários