Eddie Van Halen responsável por mudar banda de direção, diz Hagar

9 de Abril de 2020

O ex-vocalista do Van Halen, Sammy Hagar e o baixista original Michael Anthony dizem que foi Eddie Van Halen quem insistiu no uso de teclados durante a era Hagar da banda.

Hagar e Anthony foram questionados sobre o uso pesado de teclados durante uma entrevista na Trunk Nation da SiriusXM. Sammy disse: “Finalmente eu pego minha caixa de sabão aqui. Todo mundo me culpou pelo teclado esquisito na era ‘Van Hagar’, começando com o 5150. No OU812, fomos seguindo o teclado. Eu não fiz nada disso. Foi o que Eddie fez. O que Eddie queria fazer Ele gostava de tocar teclados, e ele era muito bom nisso, e ele escreveu essas lindas músicas como ‘When It’s Love’ e coisas assim, e ‘Why Can’t This Be Love’, muito legal”.

Michael Anthony acrescentou: “Uma vez que Ed realmente tocou no teclado, ele mal tocou seu violão por um longo tempo, eu me lembro. Ele estava apenas tocando teclados o tempo todo”. Sammy continuou: “Então não era como se eu estivesse sentado aqui dizendo: ‘Ei, cara. Vamos fazer mais teclados’. Estou sentado aqui dizendo: ‘O que você tem, Ed?’ E ele diz: ‘Eu tenho isso’. E eu vou dizer: ‘Uau, isso é ótimo. Eu poderia cantar para isso’, porque eu poderia cantar para qualquer coisa maldita. Então, eu começaria a cantar. Ed dizia: ‘Oh, cara, isso é tão legal”.

LEIA MAIS  Inspirada por “Um Dia de Fúria”, Alterego explode contra a rotina em “Não Mais que Hoje”

“E, é claro, Valerie [Bertinelli, ex-mulher de Eddie] entrava e o validava. Quando ela ouvia ‘Love Walks In’, ela simplesmente dizia: ‘Oh meu Deus.’ E Eddie está dizendo: “Oh, cara. Minha esposa está feliz, então eu estou feliz’. E eu digo, ‘Bem, eu estou feliz.’ E tivemos sucesso e tudo isso.

“Mas eu sempre fui culpado pelas músicas do teclado e não fui eu. Eu sou um guitarrista maldito. Toda vez que eu tocava, você sabe, como por ‘Finish What Ya Started’ ou algo assim , quando eu instigava uma música, era uma música de guitarra, porque não toco teclados. Então não fui eu. Eu apenas aceitei o que tínhamos, e se não tivesse sido bom, eu não teria aceitado. Eu teria dito: ‘Isso é péssimo.’ Mas isso não aconteceu”.

FONTE: https://www.antimusic.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários