Deep Purple compartilha videoclipe para o cover de “Oh Well”, do Fleetwood Mac

Deep People estreou o videoclipe de seu cover da faixa de 1969, do Fleetwood Mac, Oh Well.

A rendição está programada para aparecer em seu próximo álbum Turn To Crime, que será lançado em 26 de novembro via earMUSIC.

Oh Well é o segundo single a ser lançado do próximo álbum, após 7 And 7 Is, uma música originalmente de Arthur Lee e Love.

Seguindo o tema do título do álbum, o vídeo – dirigido por Dan Gibling – segue o Deep Purple, enquanto trajando ternos e máscaras pretas desconcertantes e eles correm pela noite em um carro preto cometendo crimes e causando estragos em geral.

Falando sobre o novo lançamento, o baixista Roger Glover disse “Todo mundo sabe que Oh Well é uma ótima música. Steve [Morse] fez a demo dessa. Você nunca sabe ao certo aonde vai chegar com Steve, porque ele é muito inventivo. Até o ponto, com alguns versos inseridos, era praticamente igual ao original. E então, de repente, disparou como um foguete – em algum outro espaço.”

Turn To Crime do Deep Purple será o primeiro álbum que o grupo lançou contendo músicas escritas inteiramente por outros artistas, incluindo canções de Bob Dylan, Cream e Bob Seger, entre outros.

Acontece que a apreciação do Deep Purple pelo Fleetwood Mac remonta ao início. De acordo com o baterista Ian Paice, as duas bandas faziam turnês juntas quando o Mac não era tão conhecido. “Fizemos turnês de duas e três semanas com o Fleetwood Mac na América em um ponto de sua carreira em que não estava indo a lugar nenhum para eles…” ele explica em conversa com Classic Rock. “Eu ainda vejo Mick [Fleetwood] de vez em quando e temos boas lembranças dessas turnês”.

LEIA MAIS  Franceses do Whisper lançam novo single "Fly"

No Cream, um dos grupos incluídos no álbum, o baterista relembra: “Nossos primeiros shows na América, os três primeiros shows, foram com o Cream, na verdade… deveríamos fazer toda a turnê, mas alguém deve ter irritado outra pessoa… Deus o abençoe, mas Ginger [Baker] não era o personagem mais amigável!”.

Falando de Turn To Crime, ele diz: “O álbum foi feito para ser divertido e uma homenagem… nem sempre às músicas em si, mas ao espírito das músicas, que, quando éramos crianças, nos fazia querer tocar rock n’ roll, para dar uma pancada nele. Acabou sendo muito divertido. É um disco que soa bem… [quando] você coloca no alto, não dá nem para chutar o seu traseiro!”.

FONTE: https://www.loudersound.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários