Dave Grohl relembra estréia de Foo Fighters 25 anos atrás

Dave Grohl lançou o álbum de estréia auto-intitulado do Foo Fighters em 4 de julho de 1995, e o vocalista refletiu no 25º aniversário durante uma entrevista à Apple Music.

Trechos da entrevista do ex-editor de música nova da NME, Matt Wilkinson, com Grohl, de seu programa Apple Music, surgiram on-line.

Dave discutiu mudar seu papel de baterista do Nirvana para se tornar um líder. Ele disse: “Saindo e de pé, quer dizer, porra, eu estava sentado em uma bateria há tanto tempo que ‘Oh meu Deus. Agora eu tenho que ficar na frente das pessoas’. E “como meu corpo se move? O que eu digo entre as músicas?. Essas são as coisas que passam por sua cabeça e, se você não está sentindo ou não tem essa conexão ou confiança, pode ser aterrorizante”.

“E, quero dizer, foram oito ou dez anos ou mais. Demorou muito tempo para mim. Quero dizer, agora quando eu subo ao palco, é como, ‘Ei. Ok, vamos lá’. Mas há muito tempo, mesmo fazendo entrevistas, eu era tímido, inseguro, autoconsciente, sentia como se não estivesse acostumado a ser colocado na linha de frente dessa maneira e nem consigo assistir a entrevistas de dias daquela época”.

Dave também abordou algumas das dificuldades que enfrentou ao lançar o projeto pós-Nirvana. Ele disse: “Há alguns jornalistas que são como ‘Como você ousa tocar música após o Nirvana’. E eu como, ‘O que eu devo fazer?’. Tentamos muito fazer o certo. Em vez de sairmos em uma turnê que se abriu para uma grande banda de arena na época, pensamos: ‘Ok, bem, vamos entrar na van e fazê-lo como sempre fizemos. Vamos começar do jeito que sempre começamos’, e isso foi confortável para nós”.

LEIA MAIS  Desalmado apresenta sonoridade sombria com videoclipe do novo single “Hollow”

“E, ao fazer qualquer promoção ou imprensa, não fizemos um vídeo logo de cara, tentamos moderar todas essas coisas porque, de certa forma, era assustador. Eu sabia que estava andando na prancha sobre isso. Eu sabia que seria examinado e sabia que haveria comparações e coisas assim. E sim, eu quero dizer que foi difícil. Mas não foi tão difícil. Quero dizer, era como se alguém lhe desse merda e você apenas dissesse: ‘Foda-se, seu filho da puta'”.

FONTE: https://www.antimusic.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários