Dave Grohl compartilha trecho do próximo livro, The Storyteller

Antes do lançamento de seu novo livro The Storyteller em outubro, Dave Grohl compartilhou um trecho enorme detalhando sua jornada no punk e como ele descobriu a receita para torná-lo rock n’ roll sozinho.

Intitulado ‘Tracey é uma punk rocker’, o vocalista do Foo Fighters relembra em um segmento de quase 3.000 palavras do livro como sua “prima ultra legal Tracey” (que não é parente de Dave) se transformou em um “Super-heroína pós-apocalíptica” entre seus encontros de verão habituais naquela época, com suas “botas Doc Marten brilhantes, calças pretas de bondage, uma camiseta anti-pasti e uma cabeça raspada” inspirando algo que ele nunca sentiu antes quando tinha apenas 13 anos.

Tracey então levou Dave para seu primeiro show no Cubby Bear de Chicago para ver Naked Raygun, a experiência soprando em sua mente, tendo apenas passado sua infância “assistindo MTV e olhando para os pôsteres do KISS e Led Zeppelin nas paredes do meu quarto”.

“Eu tolamente pensei que as bandas só se apresentavam em palcos gigantes com máquinas de fumaça e exibições massivas de lasers e pirotecnia”, escreve Dave. “Para mim, isso foi rock’n’roll. Eu mal sabia que tudo que você precisava era de quatro paredes e uma música”.

LEIA MAIS  Midnight Danger revela lista de convidados para o novo álbum

Após o show, ele explica como ele foi “mudado para sempre, e agora entendia que eu não precisava da pirotecnia, lasers ou proficiência impossível de um instrumentista virtuoso para me tornar um músico. O elemento mais importante do rock’n’roll foi revelado para mim na performance do Naked Raygun: o som cru e imperfeito de seres humanos purgando sua voz mais íntima para todos ouvirem. Isso agora estava disponível para mim, e eu mal podia esperar para voltar para casa na Virgínia e espalhar o evangelho para todos os meus amigos, esperando que eles vissem a luz também”.

FONTE: https://www.kerrang.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários