Corona Nimbus lança session com participações unindo o peso do metal a ritmos do baião

Corona Nimbus, a intercessão de forças distintas dos músicos Júlio Baros e Junior Vieira acaba de lançar o ao vivo em áudio e vídeo no programa #202Sessions do Studio 202.

Formada em setembro de 2019 a banda traz no som o peso ardente dos flancos áridos da região nordeste e as entorpecentes ondas sonoras que lavam nossos corpos ano após ano. O duo trabalha a dualidade que reflete intimamente as personalidades de Júnior e Júlio, compondo o que podemos chamar de os dois lados de uma mesma moeda!

Na performance apresentada os massivos sons do stoner, sludge, doom e heavy se misturam a ritmos e percussão, sons da mata e o baião, dando forma e originalidade à fusão chamada Corona Nimbus! O vídeo ainda conta com participação do exímio guitarrista mirim Ernesto Leão e da encantadora banda de pífanos Caju Pinga Fogo que abrilhantaram ainda mais esse trabalho!

Ernesto Leão é um exímio guitarrista mirim de Teresina-PI que vem se destacando na cena local e nacional. Incentivado desde cedo a entrar no mundo da música e do heavy metal pelo pai e cineasta André Leão, Ernesto aos 13 anos coleciona participações e elogios de grandes nomes do metal nacional (Prika Amaral / Nervosa, João Gordo / Ratos de Porão, Mylena Mônaco / Sinaya, Marcus Claustro / Claustrofobia e outros) em seu canal no YouTube e perfil do instagram.

LEIA MAIS  Jethro Tull lança novo vídeo para celebrar Aqualung aos 50!

A mirabolante Banda de Pífanos Caju Pinga Fogo surgiu em 2016 do encontro entre amigos que têm em comum o encantamento pela cultura nordestina. Formada por Marcus Sousa, o Maguim do Pife (pífano), Leo Mesquita (pífano), Tauana Queiroz (zabumba e percussão), Javé Montuchô (caixa e percussão) e Rafaela Gomes (percussão e dança). O projeto tem como principal influência os grupos tradicionais de Pífano do Nordeste, como a Banda de Pífanos de Caruaru (PE), Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto (CE), Zabé da Loca (PB), entre outros. O intuito é enaltecer e celebrar a diversa cultura musical nordestina, botando o povo pra festejar e dançar.

A banda convidou esses artistas para compor a session ao vivo no 202 a fim de somar no som e identidade da Corona Nimbus. O projeto levou o grupo a um processo de descobertas sonoras, ao compartilhar informações e agregar valores, por se tratar de amigos da região que estão produzindo assídua e continuamente tornando assim tudo mais fácil e fluido.

FONTE: @collapseagency

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários