Corehum revive os anos 70 com toques de contemporaneidade em “Let me see”

Formada na cidade de Campo Limpo Paulista, São Paulo, a Corehum traz consigo toda a visceralidade das décadas de 1960 e 1970 para a atualidade.

A banda acaba de lançar o single intitulado “Let me see” em todas as plataformas de streaming.

A Corehum traz um panorama diferenciado na atualidade com uma devida e considerável potência sonora. Reviver o rock n roll, trazer os anos 70 de volta com toques de contemporaneidade.

A letra da faixa foi inspirada na primeira desilusão amorosa que Adelmo, vocalista, compositor e um dos fundadores da banda teve em sua vida por amar uma garota que não poderia o amar, pois ela gostava de garotas e por ser transgênero. A música se chama “Let me see” por dois motivos, um porque o músico sonhava em poder vê-la como sua amada e por ser um nome legal e subjetivo.

Apesar do considerável tempo de existência, a banda entrou em vigor a cerca de um ano, estreando um set totalmente autoral. Anteriormente a isso, enquanto mergulhavam em sólidas composições, desfrutavam de tributos a clássicas referências, de Beatles a Black Sabbath.

A Corehum conta com uma versatilidade incrível na realização de jams, com improvisos de rock n roll extremamente puristas, e variações virtuosas que remetem ao jazz e à música clássica.

LEIA MAIS  Allen Key lança clipe da pesada e enérgica Granted

Os vocais de Adelmo Henrique trazem a devida sujeira debochada do rock setentista, um misto da densidade de Ozzy Osbourne com potentes agudos de Ian Gillan. Marcus Aliano traz de forma visceral o instrumento ícone do gênero, a guitarra. Os agudos bends proclamados por uma Gibson SG trazem o revival de um legado construído a mais de 40 anos. Leandro Carvalho (baixo) e Ewerton Gonçalves (bateria), completam a banda e a mesma se faz firme e gradativa, aliando elementos de peso e classe das cozinhas do heavy metal e rock tradicional.

No momento, a banda vem trabalhando na produção e gravação do seu primeiro album de estúdio, que apresenta um set vigoroso e com altas referências.

FONTE: Collapse Agency

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários