Bruce Dickinson, do Iron Maiden, apresentará festa de escuta de “Powerslave” no Twitter

O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, fará uma retrospectiva do álbum “Powerslave” de 1984, na edição de 12 de fevereiro de “Tim’s Twitter Listening Party”.

Dickinson oferecerá um resumo faixa a faixa do recorde da 666ª edição da série de festas virtuais de Tim Burgess, que foi lançada em março de 2020 no início da pandemia global de coronavírus.

Em uma mensagem de vídeo anunciando a festa de escuta, Dickinson prometeu que iria revelar “alguns segredos interessantes” sobre o quinto álbum de estúdio do Maiden. “E vai ser divertido”, acrescentou.

Sobre como o Maiden acabou se envolvendo com a “Tim’s Twitter Listening Party”, Burgess disse à NME: “Começamos essas audições no início do primeiro bloqueio e pensamos em fazer algumas semanas até que tudo voltasse ao normal . Nick Mason organizou nossa festa de audição ‘Saucerful of Secrets’ para comemorar nosso 500º e alguém tuitou que deveríamos marcar o 666º como uma ocasião especial. Naturalmente, nós tuitamos Iron Maiden e eles disseram que adorariam se juntar a nós”.

“Powerslave” é notável por seu tema egípcio antigo. O LP contém uma recontagem musical de “The Rime Of The Ancient Mariner”, de Samuel Taylor Coleridge, que usa trechos do poema original como letra e foi – com treze minutos e 40 segundos – a canção mais longa do MAIDEN por mais de 30 anos, até ser superado pelo “Empire Of The Clouds” de 18 minutos do álbum de 2015 “The Book Of Souls”.

LEIA MAIS  Gods & Punks lança duas inéditas e anuncia quarto álbum

O Iron Maiden não lançou nenhuma música nova desde “The Book Of Souls”, que foi gravado no final de 2014 em Paris, França, com o produtor de longa data Kevin “Caveman” Shirley. Foi o álbum mais longo do Maiden, com 92 minutos, com letras fortemente baseadas nos temas da morte, reencarnação, alma e mortalidade.

FONTE: https://www.blabbermouth.net

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários