Bem-vindo à selva: esse macaco rosnando riffs pesados pode ser o futuro do metal

Na natureza, existe uma raça de primata conhecida como macaco bugio que tem uma afinidade por causar um certo barulho.

Se você ainda não adivinhou, esses caras peludos são conhecidos por seus uivos extraordinariamente altos, que os levaram a ser considerados um dos animais mais barulhentos a caminhar sobre a terra.

Talvez fosse inevitável que um dia essas nobres feras encontrassem o heavy metal…

Um novo vídeo de Andre Antunes revela o potencial anteriormente inexplorado do bugio, com uma curta faixa que mostra o guitarrista riffing junto com o que essas criaturas fazem de melhor.

Enquanto o macaco uiva, o grito gutural e demoníaco do vocalista principal do Cannibal Corpse, George Fisher, vem à mente, o que nos leva ao comentário muito divertido por trás da criação que diz “Corpsegrinder tem estado muito quieto desde que isso caiu”.

LEIA MAIS  Kiss lança seu "portfólio de bebidas" no mercado americano

Embora as habilidades vocais do macaco sejam impressionantes, também temos que parar para aplaudir as habilidades de guitarra de Antunes, que também são formidáveis. Enquanto ele fornece riffs monstruosamente pesados ​​contra os chamados ímpios do ensurdecedor primata, somos presenteados com uma fatia de um death metal realmente saboroso. E o que poderia ser melhor?

Nos outros vídeos de Antune, você pode encontrar o guitarrista tocando junto com um medley de frases de efeito cortesia de mulheres furiosas de meia-idade conhecidas como “Karens”, sargentos da Marinha, pastores da Igreja excessivamente entusiasmados e Yoko Ono.

FONTE: https://www.loudersound.com/

guest
1 Comentário
Sugestões
Veja todos os comentários
Ernandes
Visitante
Ernandes
25/11/2021 15:08

O desenrolar da matéria, a título de curiosidade, ainda que com erros grosseiros de concordância e vocabulário, vá lá. Mas daí a manchete dizer que o rosnar do macaco pode eventualmente ser o futuro do metal… Absurdo! Sob qualquer perspectiva! Soou como muitos falam de ‘ a salvação do Rock’… pois o ‘Rock morreu’. Analogicamente o autor parece dizer que o heavy metal morreu. Que equívoco terrível, qta falta de sensibilidade com milhares de músicos extremamente talentosos, criatvos e dedicados. Matéria essa que apenas fomenta e até justifica a ótica do mundo pop que, de forma ignorante e preconceituosa, vê… Leia mais »