Alexi Laiho não pode usar legalmente o nome Children of Bodom

De acordo com a zine finlandesa Soundi, o idealizador do Children of Bodom, Alexi Laiho, não pode usar o nome da banda sem a permissão de seus futuros companheiros de banda.

O Children of Bodom anunciou a saída de três membros principais – o baixista Henri ‘Henkka T. Blacksmith’ Seppala, o baterista Jaska W. Raatikainen e a tecladista Janne Wirman – no início deste mês. A banda se despedirá dos músicos em um show de 15 de dezembro em Helsinque, mas após esse show, o nome Children of Bodom pode nunca mais aparecer em um letreiro.

Atualmente, o nome Children of Bodom pertence à AA & Sewira Consulting Oy, de propriedade de Seppala, Raatikainen e Wirman. O trio apresentou um pedido ao Conselho Nacional de Patentes e Registro da Finlândia. A partir de 1º de outubro, o pedido foi concedido por um período de cinco anos, deixando o nome Filhos de Bodom em suas mãos até 2024.

Apesar de não possuir o apelido de Bodom, Laiho é um membro original da banda com Raatikainen. Seppala entrou em 1995, enquanto Wirman se tornou membro do Bodom em 1997. O guitarrista Daniel Freyberg, que entrou em 2016, é o único membro restante do Bodom ao lado de Laiho.

“Pode não ser uma boa idéia”, diz Laiho sobre obter permissão para continuar com o nome Filhos de Bodom. “Pode ser que o nome da nossa nova formação precise ser alterado em alguma direção. Ou talvez seja apenas Bodom ou o nome de uma de nossas músicas. Mas deve ser um nome que sugira que seja o mesmo. [grupo].”

LEIA MAIS  Hiënaz lança pocket show com nova formação

“A emoção de uma nova formação parece acalmar a tristeza”, acrescenta Laiho.

Quanto à dissolução da banda, Laiho explicou a Helsingin Sanomat: “A decisão original veio quando os outros caras disseram que não podiam mais fazer isso. Havia razões familiares para isso. Eu respeito a decisão deles. Eu próprio tenho uma esposa e enteada na Austrália, e minha esposa entende meu estilo de vida.Eu quase me mudo [na maioria das vezes], mas sempre volto e dou tudo de mim. Nada é mais importante para mim… Nós brigamos muito dentro do banda, e posso honestamente admitir que essas lutas foram principalmente minha culpa. Elas sempre começaram com algum mal-entendido. “

“Não tenho sentimentos ruins por nenhum deles, e espero que não tenham respeito por mais ninguém. Caso contrário, não seremos capazes de reunir um grande resumo de Natal. Isso também nos diz que estamos de bom humor. Vamos faça um final lendário com esta formação “, concluiu.

FONTE: https://loudwire.com/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários