Adrian Smith diz que três guitarristas no Iron Maiden “funciona muito bem”

Em uma nova entrevista para o show “My Planet Rocks” no Planet Rock, o guitarrista Adrian Smith do Iron Maiden falou sobre as lendas do metal britânico se expandindo para a equipe de três guitarristas de Smith, Dave Murray e Janick Gers depois que Janick permaneceu com a banda quando Smith retornou em 1999.

Adrian disse: “Sim, poderia ter dado terrivelmente errado, não poderia? Quer dizer, imagine isso com três Yngwies [Malmsteen] ou três Ritchie Blackmores. Não funcionaria. Dave e eu já voltamos. No começo, talvez eu pensasse que Jan e eu faríamos meio set cada ou algo assim. Mas Steve [Harris, baixo] teve essa ideia maluca. Ele sugeriu que eles tivessem três guitarristas. Eu gostaria de estar na sala quando ele disse isso, mas tentamos”.

“Descemos para Portugal”, continuou. “Começamos a bater algumas ideias juntos neste armazém. Era como um clube de motos; havia todas essas motos lá dentro. Estávamos todos parados, olhando uns para os outros, e alguém disse: ‘Alguém tem alguma ideia?’ Então eu disse: ‘Tenho um riff’. Então, eu tinha ‘The Wicker Man’ e começamos a tocá-lo, e deu um clique. Então continuamos a partir daí”.

Embora alguns fãs do Maiden temessem que a clássica interação de dupla da banda fosse perdida em um mar interminável de solos particulares, Smith diz que a configuração de três guitarristas foi mais suave do que o esperado. “Funciona”, disse ele. “Surpreendentemente, funciona. Nas coisas antigas, há tantas harmonias, solos em uníssono, riffs – quero dizer, é muito trabalho. Na verdade funciona bem com três guitarras, especialmente ao vivo”.

LEIA MAIS  Guttroll anuncia data de lançamento do single “RULES” e promete inovar na cena metal

O livro de memórias de Smith, “Monsters of River & Rock”, será lançado em 3 de setembro pela Virgin Books. O livro é descrito em um comunicado à imprensa como “a poltrona de fantasia de pesca definitiva lida” e “a história de uma estrela do rock em um mundo em rápida mudança que busca paz e tranquilidade na beira da água – onde quer que esteja”.

Smith nasceu em Hackney, East London, em 27 de fevereiro de 1957. Ele se juntou ao Maiden no final de 1980. Adrian é o membro da banda que tem colaborado na maioria dos projetos paralelos fora do Iron Maiden, bem como escrevendo e gravando uma série de álbuns no início dos anos 90, antes de voltar para a banda. Iron Maiden vendeu 100 milhões de álbuns e fez uma turnê pelo mundo tocando para milhões de fãs. No palco, Adrian usa guitarras Jackson e Gibson. Fora do palco, ele é um ávido jogador de tênis. Porém, seu principal hobby é pescar.

FONTE: https://www.blabbermouth.net/

guest
0 Comentários
Sugestões
Veja todos os comentários